17/07/2012

35

Meus Poemas -36.



Meus Poemas-36.
0

SÓ.

Só e triste no chão,
Leva a noite a pensar,
Onde poderá arranjar,
Um duro naco de pão.

Puxando seu cobertor,
Nele se tenta enrolar,
O frio que tenta entrar,
Roubando todo o calor.

Quando chega a adormecer,
Já bem alta a noite vai,
De dores solta um ai,
De frio fica a tremer.

Numa luta bem renhida,
Entre o frio e a fome,
Há muito que não come,
Uma comida aquecida.

De manhã ao acordar,
O lixo vai remexer,
Para que possa comer,
O que ali encontrar.
Por: António Jesus Batalha.

0

A MAGIA.
Quando chegar ao fim quero ver,
A magia do Teu rosto ao luar,
Tua majestade gloriosa conhecer,
A Tua voz meiga e bendita escutar.

O sofrimento e a dor foi passado,
Em ruas talhadas por Ti vou andar,
Com todos os amigos, ao teu lado,
Hinos de glória e louvor vou cantar.

Rei e Senhor entre a multidão,
Sentirás o pulsar de cada coração,
Numa entrega de grande alegria.

Como a areia do mar assim serão,
Para sempre e sempre Te louvarão,
Cantando louvores de noite e de dia.
Por: António Jesus Batalha.

0

SOMBRA NEGRA.

Eu que vivia perdido na vida,
Vivia na vida sem rumo e norte,
Vida de sonho sonhado sem sorte,
Vida amarga triste e dolorida.

Na sombra negra e escorregadia,
Em amarga cadeia bem forte,
Que me impelia nos vales da morte,
Caminho que não compreendia.

Vida que passa, e que não se vê.
Numa constante e dura prisão,
Triste vivia sem saber porquê.

A luz gloriosa minha vida satura,
Mostro-me os mistérios da salvação,
Renovando em mim a nova criatura.
Por: António Jesus Batalha.

0

ROSA DESBOTADA.
Vi uma rosa desbotada,
Que seu odor expelia,
Na terra não enterrada,
Com água não regada,
Nem chuva nela caía.

Jardim sem ser cuidado,
Porque ninguém passava ali,
A rosa que tenho falado,
Nunca nela tinha pensado,
Pois é rosa que nunca vi.

Nem sonho nem pensamento,
A rosa tão desbotada,
Que da terra foi arrancada,
Ou da roseira cortada,
E levada pelo vento.
Por: António Jesus Batalha.



A Verdade Em Poesia, António Batalha, Bíblia Sagrada, Ciência, Desporto, Deus,Jesus Cristo,


35 comentários:

  1. Vim agradecer a visita, estou seguindo também,
    bom domingo, abençoada semana!
    Forte abraço!

    ResponderEliminar
  2. Lindos poemas, irmão Antônio.

    Que o Eterno continue derramando graça sobre sua vida e motivando sua inspiração.

    No amor Dele, que nos capacita.

    Elaine Cândida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elaine Lhe agradeço pelas suas lindas palavras. Bjinhos.
      António

      Eliminar
  3. Triste realidade poetizada. Sempre tão presente nesse nosso mundo vil...

    Ótima semana para você, Antonio!

    ResponderEliminar
  4. Lindo poema meu amado irmão. Que Deus continue lhe dando inspiração, pois no mundo em que vivemos, nada melhor que a poesia cristã para consolar nossas almas.

    Obrigado pela visita ao meu blog e Deus lhe abençoe!

    ResponderEliminar
  5. Passando para agradecer a visita ao meu blog, e confirmando que continuo sendo seguidora do Verdade em Poesia. Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  6. Bonito poema retratando a dura realidade. Antonio, um abraço!

    ResponderEliminar
  7. Você esculpiu com maestria a dura realidade. Parabéns poeta. Seguindo aqui também. Um caloroso abraço
    Gracita

    ResponderEliminar
  8. Olá, Antônio
    Um naco de pão, um naco de amor, um naco de ternura, um naco de tudo... e assim vamos vivendo... com fé, esperança, caridade (amizade, amor, humildade)
    Seja feliz e abençoado!!!
    Abraços fraternos de paz

    ResponderEliminar
  9. Olá poeta, triste tema, porém versejado de modo articulado e sensível. Agradeço sua amável visita em meu blog de poesias. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  10. Belas palavras...que Deus abençoe seu trabalho!

    ResponderEliminar
  11. António, lindo poema. É um prazer estar lhe seguindo!

    Beijos e otimo domingo para voce e familiares.

    ResponderEliminar
  12. Uma maravilha para a alma...
    Obrigada por isso,
    BShell

    ResponderEliminar
  13. Olá irmão Antonio,

    Palavras edificante.

    Deus o abençoe hoje e sempre.
    Em Jesus
    Suely

    ResponderEliminar
  14. Oiiiii, vim te visitar e te oferecer um selinho: sua amizade é essencial e deixo um abraço-san

    ResponderEliminar
  15. OI ANTONIO!
    POEMAS, REALISTAS, BELOS EM SUA SINCERIDADE.
    GRATA POR SUA VISITA NO "SÓ PRA DIZER"... E PALAVRAS GENTIS.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  16. Antônio; muito grata pelas palavras, e parabéns a você pelo poema, uma triste verdade o seu escrito; muito bonito. Te acompanho claro, seja sempre bem vindo!
    Um grande abraço!

    ResponderEliminar
  17. Olá, Boa noite!

    Agradeço a sua visita, e preferi comentar neste seu blogue.
    Tristes realidades!

    Obrigada pela sua visita e comentário.

    Saudações cordiais.

    ResponderEliminar
  18. TENHA UM EXCELENTE DIA.

    SAUDAÇÕES.

    ResponderEliminar
  19. Ola Batalha, tudo bem? Vim para agradecer por comentar la no Politica sem Medo e aproveitei para visitar a sua pagina por sinal muito bonita. Confesso que faco alguma poesia mas voce e muito bom. Tomo a liberdade de visita-lo sempre que possivel. Abracos, Tereza

    ResponderEliminar
  20. Antônio!

    Sôfrego esse seu poema, mas nem por isso menos belo! Fala de uma realidade que nos pega de assombro. Nem sempre gostamos de ver o feio que mora ao lado, muitas vezes o ignoramos e fingimos que não existe. Somos egoístas, meu amigo, na maioria das vezes... Parabéns por abordar o tema em versos!

    Abraço carinhoso.

    ResponderEliminar
  21. Olá amigo!
    Obrigada pela visita!! Demorei, mas aquie stou para apreciar seus versos.
    Trago para vc um sorrido e um abraço dobrado
    :D :D
    \0/ \0/

    A novidade agora é a inha página no face: Para curtir:
    http://www.facebook.com/AmorAcordadoBlog?ref=hl

    Saudações,
    Carla Fernanda

    ResponderEliminar
  22. Olá, Boa noite Antonio. Obrigada pela visita! Cada amigo é uma grande conquista que me deixa feliz. Um belo poema! O seu cantinho è muito agradável. Deixo um abraço carinhoso e ótima semana!

    ResponderEliminar

  23. Olá Antônio,

    Seus poemas são lindos e com abordagens significativas e nobres.
    Parabéns!

    Abraço.

    ResponderEliminar
  24. grande abraço antonio. lindo poema... ja estacionei em seu blog. fique com Deus lamarque

    ResponderEliminar
  25. Bom Dia...Eu acredito em Acasos,
    eu estava terminando de postar
    um Comunicado, quando vi teu
    comentário. Veio na hora certa!
    Seu Blog., transmite Paz, tranquilidade.
    Sim, estou te seguindo...Que Deus o abençoe!
    E a todos nós.

    ResponderEliminar
  26. Boa tarde! vim agradecer sua visita ao meu blog, obrigada pelos elogios. já estou seguindo o seu belas poesias e muito significativas, parabéns! Que jesus continue sendo a sua luz, porque independente das nossas religiões jesus é o jesus vivo e é um só e nos ama incondicionalmente. E Que Ele continue nos abençoando hoje e sempre. Convido o senhor a participar do meu blog, se gostou é claro, ficarei grata.

    ResponderEliminar
  27. Estou levando seu selo link para meu blog Leio, logo existo. Está na coluna da direita na caixa rolante "Sigo e Recomendo".

    Um abraço

    ResponderEliminar
  28. Enquanto o homem continuar a ver seu irmão como inimigo a humanidade corre perigo. Alguns saciados fartamente do pão terreno não s lembram de Deus, mas muitos esfomeados só tem a Deus e estes serão saciados na mesa do Senhor.
    Obrigada pela visita e pela benção.
    Vou segui-lo porque gostei daquilo que li nas entrelinhas da sua poesia: sentimento e humanidade.
    Paz do Senhor esteja sempre contigo.
    Angela

    ResponderEliminar
  29. Obrigado pela sua visita....e por aqui irei
    passando, seguindo sua
    'palavra'
    Abraço

    ResponderEliminar
  30. Olá, António Batalha, é assim mesmo? António com acento agudo? Fiquei contente com seu comentário no meu blog e lhe agradeço pela benção. Com certeza, continuarei me esforçando... sempre digo "enquanto houver uma possibilidade de fazer melhor o que está feito continuarei tentando melhorar". Infelizmente, esse não é um princípio que algumas colegas da facul compartilham comigo... tem pessoas que estão lá apenas para pegar o diploma e isso vêm me incomodando... estou no último semestre e tem sido difícil pra mim... queria fazer novas postagens no blog + ando muito preocupada com várias questões tanto de ordem financeira como acadêmica. Tenho vários relatórios de estágio para fazer e preciso ajudar a minha mãe com as contas e para sanar essas duas necessidades está difícil :( sou bolsista do PROUNI e venho fazendo de tudo para me formar com mérito e conhecimento verdadeiro. Para alcançar esse objetivo tem sido uma verdadeira batalha, pois nós que fazemos uso do sistema público de ensino querendo ou não carregamos algumas defasagens. Porém, tenho me saído muito bem. Adorei seus poemas, dos que li, gostei mais desse... pois retrata uma dura realidade presente em nossa sociedade... e você soube expor em suas palavras de uma maneira que pode ser tomado como objeto de reflexão numa aula, por exemplo, sobre as desigualdades sociais gritantes. Espero que me visite mais vezes beijos *)

    ResponderEliminar
  31. Olá Sr. António, obrigado por nos visitar e nos dar a honra de conhecer um blog abençoado como o seu, que Deus continue abençoado o senhor e sua família...

    ResponderEliminar
  32. Nua e crua. Cortante como navalha!
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  33. Boa noite, hoje passei para desejar uma semana maravilhosa na presença do Nosso Deus. Também postei em meu blog mais uma de suas poesias. Só é uma poesia que fala ao coração.

    ResponderEliminar
  34. Olá desculpe á demora de passar para te fazer uma visita.
    O meu blog estava bloqueado,não sei o que aconteceu.
    Agradeço a sua visita,espero que volte mais vezes bjs.

    ResponderEliminar


se gostou deixe a sua openião
Obrigado!!!